Se você trabalha com vendas ou depende de alguma forma do e-mail para receber respostas dos seus clientes e potenciais clientes nas etapas de apresentação, prospecção ou demonstração, esse post é para você! Vamos entender como escrever e-mails que são mais lidos e mais facilmente respondidos?

Vem comigo e se joga!

Se preferir, confira o vídeo na íntegra, diretamente do meu canal no Youtube.

Nesse vídeo não vamos falar a respeito de e-mail marketing, que é o e-mail enviado a partir de softwares para grandes bases. Vamos falar a respeito dos e-mails personalizados, que saem diretamente da sua caixa de e-mail para seu cliente ou potencial cliente.

Vale lembrar que nós já falamos sobre a etiqueta do e-mail corporativo, como escrever e se portar e garantir uma excelente imagem profissional nesse universo repleto de regras.

Excesso de Informação

O maior erro que você pode cometer é escrever um e-mail muito longo, com excesso de informação. Por isso, a primeira dica é ter poder de síntese e tentar reduzir ao máximo tudo que for irrelevante. Vá direto ao ponto!

Também é importante organizar sua escrita, evitando frases longas e mal pontuadas, que parecem um emaranhado de palavras.

Modelo de Blocos

Como sabemos que nem sempre é possível ser muito sucinto, uma dica é utilizar o modelo de blocos.

O ideal é que cada bloco seja comporto por um parágrafo de duas ou três frases (no máximo) e que haja espaço entre cada bloco. O olho humano percebe esse modelo como mais organizado e mesmo que haja a mesma quantidade de informação em um e-mail com esse formato que em um e-mail não diagramado, seu destinatário vai achar que o e-mail organizado é menor. Resultado: se o seu cliente achar que o seu e-mail é mais fácil de ler, sua taxa de leitura vai melhorar.

Formato

Um bloco para fazer uma saudação, um bloco para introduzir seu tema ou se apresentar. Um ou dois blocos para desenvolver o seu tema e pronto, já é hora do bloco de despedida e fechamento.

As pesquisas de rastreamento ocular (eye tracking) mostram que os pontos mais lidos em um e-mail são as duas primeiras linhas, ou seja, a sua apresentação. Por isso, seja cuidadoso com essa etapa e garanta que consiga chamar a atenção do seu leitor e despertar o interesse da leitura total do e-mail. A outra área que recebe muita atenção é a do último bloco e sobre ela que falamos a seguir.

Persuasão

Para  garantir uma melhor resposta, invista na etapa de fechamento. Seu cliente ou potencial cliente tem a atenção dele focada neste ponto!

Uma técnica de persuasão é encerrar o e-mail com uma pergunta. Elas implicam o destinatário em dar uma resposta e é natural que o leitor fique mais impelido a responder devido a esse gatilho.

Perguntas muito genéricas podem levar a respostas genéricas. Exemplo: “você tem interesse em uma apresentação?” ou “como está sua agenda para os próximos dias?” são perguntas que podem levar a respostas evasivas como “no momento não tenho tempo”.

Pesquisas mostram que o cérebro humano é muito empático e é normal responder no mesmo tom da Comunicação que nos impactou. Por isso, prefira perguntas mais fechadas como “Podemos agendar uma demonstração na quinta feira às 15:00?”. É esperado que o seu destinatário tenha uma maior tendência a responder afirmativamente ou então, sugerir nova data ao invés de responder de forma diferente, apenas alegando não ter tempo, por exemplo.

P.S

As mesmas pesquisas de eye tracking que citei acima mostram que o P.S, ao final do e-mail, também é muito lido. Por isso, caso você precise garantir a leitura de alguma informação, esse pode ser um lugar interessante para inseri-la.

Espero que tenham gostado! Até a próxima!

 

Escrever comentário sobre E-mail: Prospeção, Vendas, Apresentação | Como ser lido e respondido