Meu vídeo com mais de 300 mil visualizações sobre Estratégias que Funcionam para Marcas no Instagram deu o que falar, porque eu disse que Instagram não é para todos. Chegou a hora de responder os haters: será que eu mudei de opinião? Qualquer marca pode ter sucesso no Instagram?

Há mais ou menos dois anos, publiquei esse vídeo sobre estratégias, onde eu começo o conteúdo dizendo que Instagram não é para todo mundo, que nada é para todo mundo e que marcas com conteúdo visual vão ter resultados melhores apostando nessa rede social.

É aí que recebo uma chuva de haters dizendo “o ano é 2020 e eu venho aqui pra dizer que é pra todo mundo sim”, “mal comecei a assistir e já estou desanimada”, entre outros comentários. Por isso resolvi responder com o meu ponto de vista atual sobre essa afirmação, tendo em mente que o cenário mudou em relação a quando o vídeo foi gravado.

Mas antes de opinar, precisamos entender o que é “todo mundo” no Instagram. Esse termo inclui usuários comuns, que usam o Instagram para compartilhar momentos, stalkear a vida alheia, se informar e se entreter; inclui influenciadores digitais, que possuem estratégias específicas para ganhar seguidores e espaço, aparecer mais, gerar polêmicas, estar em alta; e contém também marcas, que são justamente o público-alvo do meu vídeo, com estratégias de conteúdo que não estão focadas apenas em aparecer, mas gerar autoridade, credibilidade, e avaliar o custo benefício de estar em um canal de comunicação, não utilizá-lo apenas porque todo mundo usa.

Com isso em mente, consigo responder se o Instagram é uma plataforma completa e perfeita para todas as empresas. E começo por dizer que em 2020, não imaginei que existiriam, por exemplo, empresas de TI com estratégias de mídia para a rede social com grandes resultados. Isso acontece porque o Instagram é uma rede que entende nossa preferência por celular e conseguiu abraçar diferentes públicos, contextos e formatos de conteúdo, que vão de vídeos curtos e espontâneos de até quinze segundos a IGTVs longos e aprofundados.

Então sim, o Instagram está ficando com essa carinha de ser para todo mundo, e a opção de utilizá-lo não tem uma dependência tão grande por ter um forte apelo visual. Ainda assim, não é possível que a gente nivele todas as empresas sem levar em conta esse aspecto. Quem atua com comida, cosméticos, moda, design, arquitetura e outros produtos e serviços diretamente ligados à estética, tende a conseguir com mais facilidade divulgar, se relacionar com a audiência, despertar o interesse e gerar negócios. Já quem vende itens específicos como motor para avião, ou um negócio local como oficina mecânica, tende a ter uma dificuldade maior em planejar sua comunicação.

Para negócios locais com um contexto todo especial de uso, como é o caso da oficina mecânica, estar no Google Meu Negócio, anunciar no Google Ads e ter uma estratégia de indicações são ações com reflexos mais eficazes no resultado direto em vendas.

Isso quer dizer que a oficina não pode estar no Instagram porque não vai ter sucesso? De forma alguma!

O Instagram é para todo mundo desde que haja adaptações em sua estratégia de conteúdo e alinhamento de expectativas sobre os resultados. Isso porque talvez a empresa possa estar super empenhada em conquistar seguidores e ter engajamento, mas faltar tempo e braço para investir em outros pontos da estratégia de marketing que geram mais impacto positivo para a marca.

A gente sabe que uma empresa tem mil prioridades no dia a dia, por isso se torna inviável insistir em uma estratégia que não tem retorno em médio prazo ou uma perspectiva de gerar vendas em algum momento. É preciso direcionar o foco dos nossos esforços de marketing nas ferramentas que mais combinam com os objetivos e a natureza do negócio.

Um grande case de adaptação de estratégias é o Google, que vende anúncios em sua plataforma, mas usa ações de marketing direto tradicional para atrair clientes, como cartas com cupons para testar e ligações de especialistas se propondo a auxiliar na estruturação da primeira campanha.

A presença do Google no Instagram não tem a geração de negócios como principal objetivo. O perfil é mais focado em informações institucionais, causas apoiadas, experiências, branding. Costuma mostrar coisas que envolvem sua equipe, novos talentos e a relação com a comunidade global. É claro que indiretamente isso pode ocasionar vendas, mas perceba que não há um esforço específico.

Mas o Google é uma das maiores empresas do mundo com grandes recursos humanos, tecnológicos e financeiros. Para pequenos negócios, vale a pena selecionar de forma mais criteriosa os canais que vão trazer retornos mais expressivos e maximizar o lucro.

Assim que o bom marketing é feito, com objetivo claro, plano de ação e foco nos resultados, pensando sempre no sucesso.

Espero que tenha contextualizado meu comentário sobre Instagram ser para todo mundo e que possa ajudar sua empresa a tomar a decisão de se fazer presente ou não na rede social.

Escrever comentário sobre Instagram é para todo mundo?