MEDO DE GRAVAR VÍDEOS

Já sabe que vídeos são excelentes para sua estratégia de conteúdo mas trava na hora de gravar?

Durante muito tempo procrastinei as gravações e não publiquei meus vídeos! Compartilho com vocês as dicas práticas que me ajudaram a superar o medo e a vergonha de gravar e publicar vídeos no Youtube e no Instagram.

Em primeiro lugar, é importante entender que você não está sozinho e é super normal ter esse receio no início. Ele mostra que você tem um respeito enorme por quem estará te assistindo e pela forma como transmitirá as soluções que seu produto ou serviço oferece.

Esse medo ou vergonha pode estar conectado a dois aspectos diferentes do comportamento:

  • Perfeccionismo: você sente que o conteúdo nunca está bom o bastante para ser publicado.
  • Insegurança: você tem medo de crítica e se preocupa demais com o que os outros vão pensar.

Ao identificar qual dessas características mais te atrapalha, ficará mais fácil traçar um plano para superar as limitações e finalmente começar a gravar conteúdos em vídeo. Para te ajudar, tenho algumas dicas:

  1. Comece focando no conteúdo

Foque em compartilhar um conteúdo relevante que gere interesse na sua audiência e exponha aquilo que você acredita e gosta sobre determinado tema. Lá no canal tenho um vídeo inteirinho com um passo a passo para te ajudar a definir o que postar.

  1. Encontre seu estilo pessoal

Como já contei no canal, quando comecei a gravar vídeos, tinha em mãos o roteiro completo do que ia falar, e isso me deixava nervosa e tornava tudo muito artificial. Não ter nada escrito, por outro lado, me deixava prolixa. A solução que encontrei foi elencar em tópicos os pontos mais importantes da mensagem que queria transmitir.

Da mesma forma, você precisa de autoconhecimento e entender o que funciona melhor: ter um roteiro ou ser totalmente espontâneo, gravar sozinho ou com alguém te olhando, durante o dia ou à noite, no escritório ou em casa, com que roupa, com que luz, e por aí vai. O importante é sentir qual o cenário ideal para que você fique o mais à vontade possível diante da câmera.

  1. Seja gentil consigo mesmo

Como em toda curva de aprendizado, tudo é difícil até que se torne fácil. Não espere que os vídeos saiam perfeitos, apenas se permita começar! Para os inseguros e perfeccionistas, uma dica é utilizar os stories e postar o vídeo sem ver. Isso te impede de ficar procurando defeitos e te ajuda a perder o frio na barriga inicial. Ao se propor esse desafio, você perceberá que um erro ou outro não impacta tanto no resultado se o conteúdo for relevante.

  1. Treine bastante

Entenda que aquela pessoa que você vê fazendo algo muito bem feito não tem mais capacidade, ela apenas está em um momento diferente da curva de aprendizado, e para chegar a esse ponto não existe talento, existe vontade e treino.

Seja falando sozinho, treinando no espelho ou se gravando várias vezes, encontre sua forma de exercitar essa habilidade até alcançar seu maior potencial, da forma mais natural possível.

Tenha em mente que nossos negócios estão constantemente na versão Beta, em evolução. Quem te acompanhar desde o começo e puder notar esse crescimento, certamente valorizará seu esforço e se interessará cada vez mais pelo que tem a dizer.

  1. Acredite em si mesmo

Quando sentir que seu conteúdo não é bom o bastante, procure pensar que o perfeito é inimigo da verdade. Um vídeo “perfeito” tende a ser mais artificial e não gerar tanta identificação. A internet gosta e permite conteúdos mais naturais.

No excelente livro “A coragem de ser imperfeito” e em seu TEDtalk, a pesquisadora Brené Brown fala justamente sobre o poder da vulnerabilidade. Essa é a primeira característica que buscamos nas outras pessoas, e a que mais tentamos esconder. Quando assistimos a um vídeo legal, por exemplo, pensamos no quanto quem está gravando nos inspira por ter coragem de estar ali, se expondo. Da mesma forma, precisamos valorizar a nossa coragem de querer compartilhar e inspirar os outros, mesmo com imperfeições.

  1. Mude sua forma de lidar com as críticas

Alguns estudos apontam que o medo de falar em público chega a superar o medo da morte. Isso acontece porque a gente se preocupa demais com o olhar do outro e presta mais atenção a um comentário negativo do que dez positivos. Essa precaução pode ser útil, mas é necessário compreender como lidar com as críticas para que elas te impulsionem em vez de te limitar.

O primeiro ponto a ser compreendido é que quem critica está te olhando através da própria lente. Pode reparar! Só de ler um comentário, sabe-se mais sobre quem está criticando do que quem é criticado, o que significa que cada um tem uma perspectiva diferente sobre a vida, que nem sempre é compatível.

O segundo ponto é lembrar que o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença. Se outra pessoa doou um pouco do tempo para te fazer uma crítica, ainda que difícil de engolir, você pode aproveitá-la como uma oportunidade de rever alguns conceitos, melhorar ou mesmo reafirmar suas convicções.

Por fim, minha dica de ouro é saber filtrar a quem você dá ouvidos. No meu caso, determinei que uma crítica só pode me afetar quando vem de alguém que está passando pela mesma situação. Se a pessoa não se expõe, não grava vídeos, sequer me acompanha, mas está cheia de opiniões, não posso me derrubar a ponto de ter medo de seguir gravando vídeos.

  1. Abrace o inesperado

E já que estamos falando da constante preocupação sobre o que os outros pensam, quero fechar essas dicas recomendando que você se permita surpreender. Entre um comentário negativo e outro, muitas mensagens de gratidão e incentivo podem surgir, especialmente das pessoas que realmente importam para você e são o motivo do seu esforço ao produzir conteúdo.

Abraçar o inesperado, se permitir ser vulnerável e exigir menos de si mesmo são fatores que vão te ajudar a se abrir para novas possibilidades, tanto na gravação de vídeos quanto em todos os desafios que surgirem em sua vida. Se joga!

Escrever comentário sobre Como Perder a Vergonha de Gravar Vídeos