Chegou a hora de falar a respeito de autocuidado profissional, pois todos nós precisamos e merecemos. Diversas pesquisas apontam o Brasil como o país campeão em casos de estresse, em especial no final de ano quando a maioria dos profissionais tendem a ficar sobrecarregados.

As dicas a seguir são baseadas em linhas gerais e também nas minhas próprias experiências práticas.

1. Saiba impor limites

A primeira dica essencial é saber impor limites. O limite pode ser a respeito de distanciamento entre você e seus colegas, chefes, líderes ou até mesmo clientes. É necessário haver um espaço para conseguirmos ter uma atuação profissional melhor. Um exemplo na prática de como estabelecer esses limites é não estar disponível o tempo todo. Sabe quando já é noite, o seu cliente se lembra de alguma coisa, te manda um WhatsApp e você responde na mesma hora? Ou ele pede algo pra ontem e você entrega de imediato? Você está sempre se mostrando muito disponível.

Eu particularmente já tive o hábito de querer ser super produtiva, com um atendimento muito primoroso e fazia isso estando sempre disponível. Um dia, uma cliente muito querida perguntou se eu tinha outros clientes ou se a minha empresa era formal. Obviamente eu estranhei a pergunta e respondi que sim e fiquei imediatamente preocupada, ao que a cliente respondeu: ‘’Você responde tão rápido, a impressão que eu tenho é que você só atende a nós’’. E foi nesse momento que a minha ficha caiu e tive esse aprendizado para a minha vida. A partir do momento que eu me mostrava tão disponível e solícita, a impressão que eu transmitia não era positiva.

Lembre-se de ter um atendimento alinhado com expectativas sobre horários de atendimento e prazos. Quanto mais claro as coisas ficarem, ambas as partes ficarão felizes e você se tornará um profissional ainda melhor.

2. Comunique suas necessidades e expectativas

Saiba comunicar o que você precisa, suas expectativas e também o seu modelo de trabalho. Satisfação é a diferença entre nossa expectativa e o que entregamos. Às vezes no momento da venda estamos muito empolgados e prometemos coisas que não conseguimos cumprir e isso gera insatisfação. Deixe tudo e procure explicar seus termos sem ser arrogante ou adotar uma postura defensiva, pois quando sabemos ouvir e falar melhor, tudo tende a ser mais fácil.

3. Não normalize situações abusivas

Nunca aceite ou normalize situações que não merecem o seu posicionamento. Às vezes quando levamos um desaforo, tendemos a dar a famosa ‘’passada de pano’’ e interpretar de formas diferentes o que foi dito em vez de atribuir a devida seriedade ao problema.

Não normalize desrespeito ou até mesmo condutas arrogantes de quem trabalha com você. Sei que cada pessoa tem o seu próprio jeito, mas precisamos estar unidos em prol de objetivos. Use a comunicação para ajudar a estabelecer uma relação de trabalho mais positiva e não tolere casos de abuso. Não ache que é normal e precisa encarar bem uma situação desagradável. Novamente, imponha limites, explique que aquilo não é coerente com o que você espera e comece a se posicionar.

4. Não aceite ou prometa prazos impraticáveis

Cuidado ao normalizar algo que não é coerente para você. Cuidado com o hábito de sempre se desdobrar e aceitar um prazo que você não consegue cumprir. Nós seres humanos tendemos a ser super otimistas na hora de projetar cronograma e sempre achamos que vamos levar menos tempo para realizar tarefas. A dica é colocar em seu planejamento, tanto diário quanto semanal, uma zona de manobra para ter espaços para imprevistos na sua agenda.

5. Valorize seu trabalho

E por fim, vamos falar a respeito de dinheiro. Dê valor àquilo que você faz. Quem trabalha com marketing, como o meu caso, está acostumado a passar certas dicas e muitas pessoas não entendem o limite entre a dica gratuita e um trabalho estruturado de consultoria. Saiba estabelecer o seu valor próprio e posicione o seu serviço prestado da forma correta. É exatamente por isso que todas as estratégias de diferenciação passam por uma noção clara sobre qual valor você gera ou qual a transformação você propõe para o seu cliente e equipe. Pessoas que pensam fora da curva sempre possuem um grande valor e é importante reconhecer isso para que se estabeleça uma relação de autocuidado muito mais eficiente.

Espero que você tenha gostado das dicas e se lembre sempre de compartilhar com os outros o que você costuma fazer na prática na hora do seu autocuidado profissional para que mais pessoas possam ter uma relação harmoniosa com o trabalho.

Escrever comentário sobre Saúde mental profissional | Você em paz no trabalho