Qual a fórmula do sucesso no digital?

Muitas pessoas se perguntam se existe uma fórmula mágica para ter sucesso no digital, mas para falar a respeito do tema é necessário inseri-lo no contexto da realidade de marcas, profissionais, empresas e seus diferentes […]

Muitas pessoas se perguntam se existe uma fórmula mágica para ter sucesso no digital, mas para falar a respeito do tema é necessário inseri-lo no contexto da realidade de marcas, profissionais, empresas e seus diferentes tipos de atuação. Todos querem utilizar as ferramentas digitais a seu favor para divulgar seus negócios com o intuito de vender mais, fidelizar clientes, entre outros objetivos. 

É importante entender e dominar os algoritmos das ferramentas digitais, pois são eles que determinam a entrega de conteúdos nas mídias a partir do comportamento das pessoas. A maioria das ferramentas de Marketing Digital tem seus próprios algoritmos, desde diversos serviços de Streaming até as redes sociais como Facebook e Instagram, por isso é extremamente importante entender como trabalhar a favor do algoritmo toda vez que falamos sobre fórmulas de sucesso. Essa fórmula está presente em um contexto que não se aplica apenas ao algoritmo, ela vale para as diversas maneiras de fazer Marketing, vai além da campanha de seis meses na TV, rádio e outdoors, o digital vem para trazer outra perspectiva de consumo de conteúdo, afinal, os meios não morrem, eles se segmentam em outros contextos.

Para decifrar a fórmula mágica, antes de tudo, é ideal trocarmos essa palavra por método, justamente por fórmula ser algo engessado, que não sofre mudanças, diferente de método que pode ser customizado de acordo com as necessidades e objetivos. Método é como uma receita que você poderá adaptar e replicar. É importante incluir o ato de replicar, dentro do nosso método, já que no digital, o conteúdo é entregue em doses cada vez menores e mais rápidas e por isso, com mais frequência. Um bom exemplo são os Stories do Instagram, onde os brasileiros consomem em média de dez a vinte Stories por dia em sequência, isso é muito conteúdo para as empresas.

Seguimos então para os ingredientes desse método:  

  1. Posicionamento 

É o espaço que o negócio ocupa na mente do cliente e do mercado. É de fato ser uma marca forte. Um exemplo comum sempre foi a Coca-Cola, conhecida pelas grandes campanhas, embalagens bonitas e os sinônimos que eram construídos nas campanhas com família e alegria, com slogans que traziam mensagens positivas. 

Hoje em dia, no entanto, essas campanhas não bastam. É necessário quebrar essas mensagens, transformá-las em conteúdo. As ferramentas digitais vieram para trazer transparência, então não adianta somente fazer campanha bonita, é necessário ser para aparecer. Posicionamento hoje é, em termos bem práticos, ser capaz de contar a história da marca.  

Porém, de nada vale contar as incríveis histórias da sua marca se ela não reflete no seu marketing digital. Suas redes sociais não podem ser alimentadas de forma pasteurizada pois isso mostra um claro sinal de carência de posicionamento. Para se ter sucesso no digital é necessário se posicionar, mostrar os bastidores, contar a história da fundação, divulgar os fundadores e a equipe. O conteúdo deve ser amarrado em histórias curtas. 

Isso mostra o quão necessário se faz o Storytelling, ele não é simplesmente algo ligado a uma campanha específica, nem algo como um texto pronto num blog. Não se trata de falar “eu sou legal” num card do Instagram, é sobre ter essas pequenas histórias e doses de verdade espalhadas no seu conteúdo.  

Ao mostrar quem a marca é, o posicionamento começa a ser estabelecido. Desde um negócio pequeno até grandes marcas, as histórias, motivações e causas devem estar lá para todos entenderem. Com um posicionamento estabelecido, é meio caminho andado para a fórmula/método de sucesso.  

  1.  Criatividade 

É a capacidade de fazer algo de forma diferente, de surpreender positivamente o cliente e o mercado e assim chamar a atenção. Diversas campanhas se mostram polêmicas e se mostram bem-sucedidas do ponto de vista das métricas, pois são as métricas que seguram todos os ingredientes dessa receita. 

Ao se deparar com essa parte da receita/método, muitas pessoas começam a se perguntar em relação ao ingrediente. Se questionam e alegam não ser criativos, que não trabalham na área da comunicação ou que não possuem tempo. 

Tanto na inteligência humana como na das máquinas, a criatividade existe a partir do reconhecimento de um padrão, que nada mais é do que fazer algo muitas vezes.  No livro Blink – A Decisão Num Piscar de Olhos, o autor traz estudos e comprova que as pessoas mais criativas são aquelas que foram expostas a uma situação com maior frequência. Criatividade é igual treino, não se trata de um dom, mas sim uma habilidade que pode ser desenvolvida.  

Quanto mais o público for estudado e mais conhecer o produto, mais criatividade será gerada, assim como a intuitividade. Essas duas têm toda relação com o número de vezes que as pessoas são expostas a uma determinada situação.  

Lembre-se de seguir suas estratégias através do método e não da fórmula, já que essa pode funcionar em determinada situação mas não em outras. Com a visão de método, você entende que suas estratégias necessitam de ajustes.  

  1. Olhar para nosso negócio

Há pessoas que ao tentar dominar o algoritmo, se desesperam e agem de maneira equivocada, perdendo oportunidades ótimas de contar a história do negócio para o público-alvo. Perguntas frequentes aparecem com pessoas dizendo que seu público está no Facebook, mas não podem usar a plataforma pois ela “morreu” e “agora é Instagram” ou pessoas dizendo que precisam entrar no TikTok mas não obtêm sucesso pois seu público não está lá. 

É necessário entender o público, monitorar as redes e fazer isso com visão de negócio e não de ferramenta. Apenas porque muitas pessoas atualmente assistem ao Reels, não significa que o seu conteúdo será bem entregue por ele. Cada perfil tem os melhores locais para se atingir o público, podendo ser Live, IGTV, feed, etc.

É comum pensar que a falta de engajamento prejudicará as vendas, mas existem situações que mesmo com engajamento baixo, as vendas foram ótimas. Isso porque as pessoas não engajaram, não comentaram, mas clicaram no link e parti daí, compraram. Existem também marcas com feedbacks muito positivos, mas que não obtiveram sucesso comercial. 

Ao olhar com visão de negócio, para o público e o produto, esse ingrediente se liga diretamente com o primeiro, que é o posicionamento, e assim, o método toma forma, trazendo então essa essência única que ninguém pode copiar, é lá que moram os resultados. Antes de mais nada, lembre-se de olhar para o seu negócio e entender o seu papel no mercado. A partir disso, adaptar sua presença para essa essência única que ninguém pode copiar. É lá que moram os resultados. 

Escrever comentário sobre Qual a fórmula do sucesso no digital?