Persona e promessa | Dica fácil + Ferramenta grátis

Conhecer seu público, seu cliente, potencial cliente e inclusive aquela pessoa que não quis fechar negócio com você é a base de tudo, pois quem entende o seu público, está preparado para fazer marketing. É […]

Conhecer seu público, seu cliente, potencial cliente e inclusive aquela pessoa que não quis fechar negócio com você é a base de tudo, pois quem entende o seu público, está preparado para fazer marketing. É o começo, o meio e o fim, justamente porque um negócio, venda ou conversão, nada mais é do que quando você encontra alguém que tem um problema e você tem a solução para ele, que através de uma troca, uma remuneração, você solucionará o problema para essa pessoa.

Entender qual é esse problema, essa dor ou dificuldade que seu público tem e como você pode apresentar a solução é essencial para desenvolver seu negócio. Quando você conhece com quem está se comunicando (para quem está vendendo), se tem muito mais clareza para definir seu rumo. Existem maneiras para entender que tipo de soluções você terá para cada tipo de problema.

  • Método – Storytelling

Existem diversos métodos para entender qual é o público-alvo de cada negócio, mas é fato que construir a sua persona, mapear o seu público-alvo pode ser um pouco mais complicado, justamente por estar imerso em sua perspectiva.

Como dito, existem várias metodologias, como planilhas ou a segmentação, onde existem conteúdos no canal, explicando cada critério e tirando as dúvidas e a ideia de que é algo complicado. Dentro desses métodos, o mercado encontrou um singular, que é o “storytelling”, que seria a persona, você mesmo contando uma história sobre um cliente, um potencial cliente ou sobre o público-alvo. O ser humano é apaixonado por histórias, tornando o storytelling algo muito útil.

Na Imersão Digital 360°, conteúdo disponível no canal, as diferentes maneiras de fazer são apresentadas, afinal, nem tudo funciona para todo mundo. Deve-se encontrar métodos específicos para cada realidade.

  • Dor e problema / Solução e benefício

É necessário entender quais são as dores que o seu público tem, e como o seu cliente ideal enxerga e percebe uma solução. Pode-se às vezes até entender o problema, mas se não souber como esse valor é percebido, seu negócio não vende. Isso porque você não descobriu o jeito que seu cliente atual e ideal percebe a solução que ele precisa, o que se passa na cabeça dele. O melhor jeito de entender isso é seguindo uma dica simples que vem a seguir:

Utilize o Google Forms (Formulários do Google), uma ferramenta gratuita e acessível a todos. Se trata de um questionário, onde com as perguntas certas, é possível entender o problema do cliente e qual a melhor solução para ele. Outras ferramentas pagas como o SurveyMonkey podem ser utilizadas, claro, porém o Google Forms se trata da acessibilidade.

  • O questionário

Se tratando do conteúdo que deve estar no questionário, deve ser algo simples e fácil de ser respondido, contendo em média cinco perguntas, podendo ser a maior parte de múltipla escolha, porque quanto mais fácil parecer, mais fácil será para o cliente aderir. Existem vários modelos, inclusive mais completos, mas esse modelo simples e pontual passado aqui é o ideal para conseguir as respostas necessárias para mapear dores e soluções.

  • Entender o segmento da pessoa é uma pergunta importante para o questionário, qual tipo de negócio ela está inserida, por exemplo, se é um profissional do marketing digital, que é um público que faz parte do negócio do canal, é uma pergunta fácil de ser respondida.

 

  • Uma pergunta interessante de se fazer é se o cliente tem um negócio próprio, se é um colaborador ou um prestador de serviço, para ter clareza como cada nicho, como cada ocupação da pessoa operam. Por exemplo, se você vende para mães e mulheres que ainda não são mães, vale perguntar se a pessoa tem filhos, com múltiplas escolhas contendo opções de sim, não e quantos.

 

  • Qual o seu maior problema? A principal pergunta do questionário, que como exemplo aqui seria de um Instagram para marcas. Deve possuir as perguntas de múltiplas escolhas, que devem ser geradas a partir de hipóteses que você já tem, como: falta de engajamento, poucos seguidores e também um espaço para a pessoa contar qual a maior dificuldade dela.

 

  • Perguntar qual o resultado desejado é uma ótima pergunta para o questionário. No caso do Instagram para marcas, poderia incluir opções como gerar vendas, aumentar engajamento, ganhar mais seguidores e afins, incluindo após um espaço para a pessoa escrever.

Os alunos que se matriculam em Imersão em Marketing Digital ou Instagram para Marcas e profissionais, recebem um formulário muito parecido para responder, pois assim é possível entender o que trazer, o que complementar e como modelar o produto, fazendo com que todos fiquem com a percepção de que vou entender suas dores e trazer as soluções que precisam.

Assim, com essas perguntas respondidas, você começa a receber informações valiosas, escritas pelos próprios clientes ou potenciais clientes e até mesmo do mercado em geral, pois esse link para o questionário pode ser compartilhado em suas redes sociais mostrando que quer entender sobre o público.

É possível até beneficiar quem responder ao questionário, como o caso do Subway, empresa de alimentos, que fez algo do tipo, dando um cookie a todos que respondessem a sua pesquisa, isso como uma maneira de agradecer o cliente por entregar a informação mais valiosa para uma marca, que é o que o cliente acha do produto, o que ele achar que pode melhorar e qual seria a melhor solução para tal problema.

A questão aqui é uma busca por entender que dores existem e quais as soluções existem através do negócio. No caso do Subway, ele cura dores como a fome, através dos seus produtos, e o melhor jeito de descobrir isso, como não existe certeza, é com uma pesquisa, que trará a resposta de quem mais importa, o público.

  • Cliente oculto

Algo interessante é se tornar um cliente oculto, ver, entender e até comprar um produto e serviço por mais que seja similar ao seu, para “sentir na pele” a experiência do cliente. Analisar o processo de compra, atendimento, como são feitas as publicações, etc… marketing se trata disso tudo.

  • Contato pessoal

Se você é profissional de marketing, olhe o telefone, mande WhatsApp para os clientes, converse com potenciais clientes, avise sobre sua pesquisa, até mesmo para os clientes insatisfeitos, perguntando se sua maneira de conversar com eles é adequada, reserve um momento para uma reunião virtual com seu público de interesse, independente de qual for.

É necessário possuir um jeito escalável de conversar, que seria o formulário, mandado através dos links por diversas plataformas digitais, mas esse contato mais pessoal de entender os clientes, inclusive os insatisfeitos, é uma dica maravilhosa e que pode transformar o seu negócio, porque quando você escuta o que alguém insatisfeito tem a dizer, você estará escutando suas dores não sanadas pelo produto ou serviço e ao possuir essa informação, é “faca e queijo na mão” para ajustar, aprender, evoluir e decolar.

Escrever comentário sobre Persona e promessa | Dica fácil + Ferramenta grátis