Não tenho experiência em Marketing, e agora?

Você quer trabalhar com Marketing ou Marketing Digital, mas na hora de se candidatar, descobre que todas as vagas disponíveis exigem experiência. Será que tem estratégia para isso? É claro que sim! Vamos descobrir isso […]

Você quer trabalhar com Marketing ou Marketing Digital, mas na hora de se candidatar, descobre que todas as vagas disponíveis exigem experiência. Será que tem estratégia para isso? É claro que sim! Vamos descobrir isso agora mesmo. 

Eu aprendi essa estratégia nos EUA e confesso que gostaria de ter pensado nela antes. Estou falando a respeito dos Summer Jobs, que são uma espécie de estágios que os estudantes americanos costumam fazer, tanto enquanto ainda estão na escola, como na faculdade ou curso técnico. Esses estágios voluntários e na maioria das vezes não remunerados são a chance deste estudante começar a ter experiência. Há programas de estágio no Brasil, mas eles costumam ser um pouquinho diferentes e muitas pessoas reclamam que desejam trabalhar com marketing, mas são apenas chamadas para cadastros no CRM e no fim não aprendem nada.

O que você pode fazer na prática:

  • Acione a sua rede de contatos

Não dependa apenas do programa de estágio de uma empresa. Pense fora da caixa e acione a sua rede de contatos. Será que alguém da sua família tem um negócio que pode se beneficiar de estratégias de marketing ou marketing digital? Ou até mesmo alguma ONG na sua cidade que você possa disponibilizar o seu tempo para ajudar em algum projeto que goste? Muitos programas de trainee que são super disputados levam em conta se você faz algum tipo de trabalho voluntário, justamente porque isso mostra que você teve proatividade.

Vale lembrar que você não precisa fazer algo gigante e essa é a maior dica que eu aprendi nos EUA. Lá, eles fazem coisas realmente pontuais. Por exemplo, se algum parente seu tem uma padaria, ofereça um plano de marketing digital para ele. Depois disso, faça sua pesquisa, procure na internet, aplique tudo que aprendeu na faculdade e não esqueça de tirar dúvidas com profissionais da área. No final você vai entregar ao seu parente um plano de marketing e quando ele obtiver resultados, peça um depoimento elogiando o trabalho que você fez.

Nos EUA eles acabam construindo um verdadeiro portfólio e dizendo que tiveram experiência em um projeto pontual. Então se você não tiver esse programa de estágio ou esse programa não vai trazer a experiência que você precisa comprovar dentro da área, pense como um empreendedor gerando suas oportunidades de fazer o bem a alguém que precise ou então de entrar como um freelancer.

  • Crie um projeto pessoal

Durante muito tempo eu mantive um blog sobre estratégias e comunicação e o tratava como um hobby, foi onde tive a oportunidade de criar uma comunidade. Analise os seus próprios hobbies e descubra se eles não podem virar um canal, um perfil no Instagram ou até mesmo um podcast. Existem diversas empresas que buscam esse tipo de profissional que cria suas próprias oportunidades e experiências através da prática. Aplique todas as estratégias que você usaria para uma empresa do ramo do seu hobby, no seu projeto pessoal, pois assim as empresas vão começar a olhar para o seu trabalho e desejar ter alguém como você na equipe. 

Esse foco em criar as oportunidades ao invés de sentar e esperar todas elas aparecerem é algo que está presente na cultura de outros países e que me inspirou demais ao longo da minha trajetória. Quem sabe tudo isso pode te inspirar também! 

Estou torcendo para que você coloque tudo em prática, tenha muitas experiências incríveis, gere cases maravilhosos e claro, tenha aquela entrada de respeito no mercado de trabalho. 

Escrever comentário sobre Não tenho experiência em Marketing, e agora?