Foto ou logo no perfil: o que engaja mais?

Hora de responder uma dúvida muito comum entre marcas e profissionais: “usar foto ao invés de logo no perfil engaja mais e ajuda a ganhar seguidores?” Vamos falar sobre humanização e estratégias que sejam sob […]

Hora de responder uma dúvida muito comum entre marcas e profissionais: “usar foto ao invés de logo no perfil engaja mais e ajuda a ganhar seguidores?” Vamos falar sobre humanização e estratégias que sejam sob medida e coerentes para diferentes modelos de negócios. 

De acordo com a Global Web Index, uma pesquisa disponibilizada em abril de 2021, mais de 50% das pessoas que utilizam o Instagram o fazem com o intuito de se manter conectado com familiares e amigos, após isso vem objetivos como passar tempo e entretenimento, checar notícias e afins. Abaixo desses, mas ainda representando 23% da pesquisa estão as pessoas que utilizam a plataforma com a finalidade de acompanhar marcas e profissionais. Trazendo a pesquisa para vida a vida real, significa que a maioria das pessoas não acorda de manhã para engajar com conteúdo de marcas, mas devemos prestar atenção nesses 23% que o fazem, pois acompanhar marcas faz sim, parte de nossas vidas e isso reflete nessa rede social também.

É da vontade de humanizar o perfil que nasce a ideia de optar pela foto ao invés do logo, da ideia de chegar mais perto dos usuários e se conectar a eles de uma melhor maneira, gerando mais identificação e por consequência mais engajamento e ganhando mais seguidores. Essa ideia faz sentido, mas um erro que pode acontecer é quando se tentar forçar demais, utilizarei um exemplo meu para explicar. Eu tenho uma empresa que é uma marca pessoal pois carrega meu nome e alguns anos atrás eu tomei a decisão de me apresentar não mais com o logo tradicional, mas sim com a minha foto, eu Camila, como uma marca pessoal e a frente de todo conteúdo que eu gero em diversas plataformas digitais.

Notem que essa é uma estratégia que faz todo sentido para marcas pessoais que não querem remeter seu negócio a algo distante, mas há casos onde não é possível e vai até dificultar o posicionamento e presença na plataforma. Um exemplo é quando uma empresa possui mais de um sócio, nesse caso acaba complicando o modo de aplicar essa estratégia, pois quem ocupará a foto? Quero aproveitar esse conteúdo para mostrar uma estratégia que muitas vezes é subestimada que é ter um gestor de comunidade, alguém que seja o porta voz da marca, ou seja, uma pessoa que tem a função de falar pela empresa nas redes sociais. Essas marcas costumam usar o logo de maneira normal e utilizam o nome da empresa no perfil, porém, é posto inclusive na bio que ele é gerenciado por uma determinada pessoa, que ela é responsável por estar à frente da comunicação por ali, aparecendo nas lives e etc… Dessa maneira, cria-se um tom muito mais pessoal para a comunicação.

Aqui vale um relato da vida real: o que faz o engajamento aumentar e traz mais seguidores é o valor que você vai entregar através do perfil, produzir com coerência e estratégia e entregar identificação, que é algo que vai muito além de uma simples foto no lugar do logo. Engajamento necessita de alinhamento, para quem encontrar o perfil ver sentido na marca para então curtir, comentar e compartilhar. Isso deve ser mostrado no perfil como um todo, pois não é apenas a foto ou logo que fará tudo acontecer, deve-se colocar em prática todas essas dicas e materiais que entrego e fazer isso com consciência, gerando valor e estando presente.

Escrever comentário sobre Foto ou logo no perfil: o que engaja mais?