A primeira estratégia de marketing que você deve adotar

Todo começo de negócio apresenta o mesmo desafio: a falta de resultados iniciais para mostrar. Para isso, você precisa da sua primeira oportunidade; o seu primeiro cliente. Geralmente, depois do seu primeiro cliente, os outros […]

Todo começo de negócio apresenta o mesmo desafio: a falta de resultados iniciais para mostrar. Para isso, você precisa da sua primeira oportunidade; o seu primeiro cliente. Geralmente, depois do seu primeiro cliente, os outros virão, pois o mercado passa a descobrir que você presta determinado serviço e vende determinado produto e assim as coisas vão acontecendo mais facilmente. Contudo, o desafio de dar o primeiro passo depende de alguns fatores:

  • Estágio e Trabalho Voluntário

Não é à toa que tantas faculdades e cursos tenham o estágio como uma parte obrigatória, já que essa experiência pode ser o seu primeiro passo na área. Pensando nisso, vou compartilhar uma dica valiosa que aprendi nos EUA. Por lá, quando você é estudante ou empreendedor iniciante, um dos passos antes de se lançar ao mercado é pensar em uma forma prática de executar o seu projeto piloto, ou seja, como encontrar o seu primeiro cliente. Uma das estratégias de marketing a serem feitas nesse caso é buscar um voluntário ou alguém a quem você possa prestar os seus serviços sem receber remuneração, para que possa usar o case a fim de promover o seu trabalho. 

É comum os estudantes ou empreendedores dos EUA buscarem possíveis clientes em sua rede de contatos, podendo ser algum amigo ou alguém da família. Além disso, também buscam por ONGS ou instituições que de alguma forma são mais carentes desse recurso ou dependem de doações. Muitas das vezes, essas instituições não possuem um profissional para aquele trabalho em particular e essa é a oportunidade perfeita para você encontrar o seu primeiro cliente e começar a construir o seu portfólio. Depois de feito, você deve formatar um projeto pontual e a curto prazo. O seu acordo com a instituição ou ONG pode variar, como por exemplo, utilizar as redes sociais para que ela possa receber mais doações e esse objetivo deve ser apresentado através de uma proposta alinhada, sem a necessidade de muita burocracia ou formalidades, já que o intuito desse projeto é facilitar para ambas as partes.

Você deve tratar essa oportunidade como um cliente real e ao final do projeto, além de todo o aprendizado, você também terá resultados. Através do seu esforço e trabalho você vai conseguir apresentar provas concretas sobre os resultados alcançados e trazer mais clientes e credibilidade para o negócio ao qual você se dispôs a ajudar. Essa é uma estratégia muito justa, já que ambas as partes ganham. Esse processo deve ser encarado como uma grande oportunidade de se obter resultados reais para mostrar para seus futuros clientes. É importante que essa proposta comercial seja feita de uma forma descomplicada, apresentando um objetivo pontual, apostando em uma relação honesta, sincera e prática. Normalmente, essa troca vem acompanhada de um depoimento ou recomendação da parte beneficiada, já que há grandes chances do seu cliente indicar o seu serviço ou seu produto. 

Para você que vende produtos, vale também enviar as peças como presente para as pessoas que representem a sua persona. Você deve fazer o mapeamento dessas pessoas, dentro da sua estratégia, podendo ser tanto influenciadores quanto nano influenciadores, que são pessoas comuns e que provavelmente não possuem milhares de seguidores, mas que vão interagir com o seu negócio. Além disso, você passa a fidelizar essa clientela que posta nas redes sociais, garantindo assim a divulgação do seu produto e despertando a atenção de possíveis outros clientes. Essa é uma excelente forma de se obter conteúdo gerado pelo usuário.

Nos EUA, os estudantes fazem isso logo nas primeiras fases da faculdade, justamente porque faz parte do aprendizado. Ao planejar a sua empresa, não basta apenas encontrar o CNPJ, pensar em nome ou local. Você precisa pensar na sua estratégia de marketing inicial, focando na estruturação do seu projeto piloto. Os alunos de lá, normalmente usam as férias para fazer estágios rápidos em grandes empresas, os chamados Summer Jobs, ou aplicam a estratégia que acabamos de ver, com clientes reais e oferecendo trabalho voluntário. Eu fiz isso na prática, atendi minha mãe como minha primeira cliente e nós duas aprendemos muito com os resultados, além de poder divulgá-los para os meus próximos clientes e comprovar meu trabalho na prática. 

Isso vale, por exemplo, para você que é um arquiteto. Uma solução fácil e prática é você escolher algum dos seus parentes e oferecer um projeto para mostrar nas redes sociais. Pode ser que o seu parente nem queira executar de fato, mas de uma forma ou de outra, você terá o projeto. Use essas informações para fazer uma boa apresentação, mostrando o antes e depois e assim começar a chamar a atenção de possíveis clientes. Lembre-se que ter um material de marketing para comprovar a sua competência é essencial. 

  • Trabalho Pessoal

Essa é outra estratégia que eu adotei. Além de doar meu tempo para atender um familiar, eu criei um projeto pessoal: um blog sobre marketing, onde precisei aprender a escrever, desenvolver, criar artes e muitas outras coisas que hoje fazem diferença na minha profissão, justamente porque tive vivência prática. Se você possui um hobby, mas não deseja trabalhar com isso futuramente, use essa oportunidade para transformá-lo em um projeto relevante para a sua carreira, unindo um tema que você ama à sua trajetória profissional. Você poderá doar o seu tempo, atender pessoas próximas e desenvolver um projeto pessoal que vai te ajudar a alavancar o seu negócio. 

Espero que esse conteúdo te ajude a dar o primeiro passo no desenvolvimento de projetos e na prospecção dos seus primeiros clientes e lembre-se: seja você o seu principal case de sucesso.

 

Escrever comentário sobre A primeira estratégia de marketing que você deve adotar