Hoje nós vamos responder um comentário que chegou no canal: “Camila, eu estou no limite da minha sanidade mental, no limite do meu tempo e eu ainda assim tenho clientes insatisfeitos. Você consegue me ajudar?”

Calma! Você não está sozinho! Vem comigo e se joga!

Se preferir confira o vídeo na íntegra, no final deste post, diretamente do meu canal no Youtube.

ROI de Tempo

Na hora de falar a respeito de produtividade, um critério básico que resolve a dor de todo mundo é uma pergunta:

“Você está gastando o seu tempo ou você está investindo seu tempo?”

Quando você usa seu tempo na atividade A, esse tempo não volta. Mas não é só isso. Você também deixou de fazer a atividade B. Ou seja, quando usamos mal nosso tempo, na prestação de serviços, perdemos duas vezes.

Em todos os momentos, precisamos avaliar se teremos algum retorno no tempo investido. O retorno não precisa ser somente financeiro, ele pode ser em diversão, qualidade de vida, lazer. Mas aquela sensação de tempo perdido, que foi pelo ralo… Essa a gente deve evitar sempre!

Qualificação Comportamental

Já falamos sobre satisfação e sobre como conquistar clientes por aqui, mas um ponto que merece ser destacado é que não precisamos ter MUITOS clientes e sim, BONS clientes.

É muito comum ouvir reclamações de prestadores de serviços a respeito de seus clientes – e vice versa. Mas não há sensação mais gratificante do que amar seus clientes e ter orgulho deles. Faz tudo realmente valer a pena!

A qualificação é um excelente caminho para atrair e converter os clientes “certos”. É o processo de estabelecer critérios para definir quem está apto a ser seu cliente. Na hora dos atributos mais tangíveis e técnicos, como porte, faturamento, segmento, etc., geralmente é mais fácil. Mas na hora dos critérios comportamentais, não é normal leva-los em consideração.

Mas é muito importante alinhar os valores e o “modo de pensar” do cliente com o seu, a prestação de serviço precisa disso.

É o momento de se questionar: Esse cliente combina comigo? Estamos alinhados? Compartilhamos os mesmos valores éticos ou estamos em uma relação tóxica?

Alinhar Expectativas

Antes de fechar propostas e durante a prestação dos serviços, especialmente em Marketing Digital, é necessário alinhar expectativas com o cliente. Entender se o que vamos entregar é o que espera, se ele entendeu o serviço e sua complexidade e principalmente, as dores que ele busca curar.

Outro ponto importante é ouvir o cliente, reservar momentos para conversas francas sobre os motivos da insatisfação ou das novas expectativas que estejam surgindo. Deixar isso virar uma bola de neve é ruim para os dois lados.

Dizer Não

Como é importante saber dizer não! Seja por ética, por foco ou por escolha, o não é um posicionamento. E quem não se posiciona fica à mercê dos “sim” que foram ditos, transformando-se em um refém! Ou irá além do seu limite – gerando essa sensação de perda de sanidade mental e de qualidade de vida – ou não cumprirá com o prometido – gerando quebra de expectativa e insatisfação dos clientes.

Atenção redobrada porque tentar agradar e dizer sempre sim é armadilha!

Espero que tenham gostado do post! Até a próxima!

Escrever comentário sobre Trabalho com Marketing Digital. Desanimei, o que fazer?